Medir condutância significa conhecer o estado de saúde da bateria.

A condutância da bateria é uma medição elétrica rápida, reproduzível e eficaz que informa sobre a facilidade com que uma bateria pode facilmente conduzir corrente através de sua estrutura física e eletroquímica interna.

A condutância da bateria é avaliada através da medição da resposta de tensão de um sinal de corrente alternada de frequência específica aplicada brevemente à bateria (Admitância). A medição de condutância resultante fornece informações relevantes sobre a bateria sem a necessidade de descarga completa. Quando uma bateria envelhece ou se degrada, sua condutância e capacidade são reduzidas com uma queda simultânea e previsível na potência devido ao esgotamento de materiais ativos condutores, sua corrosão, sulfatação ou perda de eletrólito. Portanto, a condutância é uma indicação do estado de saúde da bateria.

A tensão da bateria indica o seu estado de carga, mas não o seu estado de saúde. Uma bateria (12V) em mau estado que deve ser substituída pode, após carregar a 100% de sua capacidade física e electroquímica em seu estado atual, indicar uma tensão de 12,60V ou mais. Mas a sua reserva de capacidade disponível será baixa e deixará de poder alimentar o circuito de consumo como deveria, causando uma falha no sistema alimentado.

A condutância e a perda de condutância são usadas para avaliar rapidamente a condição das baterias ácido-chumbo de arranque e estacionárias. À medida que a bateria envelhece, os seus componentes internos desgastam-se gradualmente devido à corrosão, desintegração, perda de electrólitos, secagem electrolítica e outros mecanismos. Quando isso acontece, a condutância não pode ser restaurada e diminui gradualmente à medida que a bateria se degrada, resultando em falha. As baterias estacionárias utilizadas como energia de reserva na indústria das telecomunicações e para o funcionamento dos UPS degradam-se previsivelmente em termos de capacidade e condutância ao longo da sua vida útil. A condutividade permite, assim, determinar de forma rápida e segura o estado de saúde de uma bateria funcional, sem ter de realizar testes de descarga profunda.

Juntamente com outras informações da bateria, a condutância também pode ser usada para detectar falhas de célula, curtos-circuitos e circuitos abertos que podem causar falha prematura da bateria. Assim como o desempenho da bateria é significativamente afetado pela temperatura, a condutância também varia com a temperatura de maneira previsível devido à mudança na condutividade do eletrólito. Isto é especialmente verdade em tempo frio (forte redução). Os factores de condutividade são sensíveis à temperatura e requer informação sobre a temperatura ambiente da bateria para uma compensação adequada e uma avaliação precisa e refinada.

A extrema eficiência desta tecnologia reside no estabelecimento de um monitoramento da tendência da condutância da bateria a longo prazo. Estudos demonstraram que uma bateria individual produz uma “assinatura” de condutância única. O uso de um testador de condutividade de alta precisão que segue a tendência desta assinatura, desde a instalação e ao longo de sua vida útil, é a solução de gerenciamento de bateria mais eficiente.

Um programa de manutenção que realiza testes de condutância de baterias e de fontes de carga em intervalos regulares é a melhor prática de manutenção que evita o risco de falha total devido às baterias.

Quando os resultados de condutância histórica não estão disponíveis para um determinado sistema de bateria, um valor de referência genérico pode ser estabelecido e usado.

Esse valor geralmente está na memória do testador (se você fez a instalação inicial), no fabricante da bateria ou na página Valores de Referência. Embora seja importante observar que o uso de valores de referência genéricos não é tão “preciso”, ainda é possível identificar baterias que sofreram séria degradação e mudanças significativas em seu estado, ao aplicar este método.

A Franklin Electric incentiva os usuários de baterias a relatar individualmente a condição das baterias da instalação e, em seguida, testar regularmente para monitorar a tendência de degradação da condutância.

Tecnologia de condutividade permite que testadores, carregadores de diagnóstico e sistemas de monitoramento determinem com facilidade e rapidez a saúde e a capacidade real de abastecimento uma bateria sobre uma ampla variedade de condições. Anos de testes de laboratório e de campo provaram que as medições fornecidas pelos testadores Franklin Electric fornecem uma indicação confiável da condição da bateria e estado de saúde conforme os padrões da indústria. A tecnologia de condutividade é reconhecida mundialmente como o padrão para determinar a saúde da bateria, porque a queda na condutância está diretamente correlacionada com a perda de reserva de capacidade. É o método de teste exigido por muitas organizações em todo o mundo.

Os principais usuários de sistemas UPS (fontes de alimentação de backup ininterruptas) em todo o mundo usam os testadores de conductância fornecidos pela Franklin Electric para suas decisões de gerenciamento de baterias.

Correlação entre condutância e reserva de capacidade para baterias de Pb Ácido.
Quando a condutância é de 60% do valor inicial, a reserva de capacidade cai muito rapidamente (80%) e a bateria deve ser substituída.
24/7/365 INDÚSTRIAS
TELECOMUNICAÇÕES;
DATA CENTERS
INDUSTRIAL CRITICAL POWER

Supormid, Lda

Fornecer as melhores soluções de manutenção das baterias para garantir a segurança das vossas reservas de energia

Encontre-nos em

Rua Miguel Torga, Nº. 22 R/C

2625-690 - VIALONGA

Lisbon, Portugal

Ligue-nos

Miguel Dias
+351 214 003 430
Mon - Fri, 9:00-18:00

Contacte-nos